Como dar entrada na certidão de óbito?




Lidar com burocracia não é fácil, não é mesmo?

Principalmente quando estamos falando de um momento em que houve a perda de um familiar, um ente querido.

De qualquer forma, mesmo em meio à tristeza, determinadas providências precisarão serem tomadas e isso inclui a aquisição da certidão de óbito.

É fundamental que você esteja bem atento a esse processo para que as irregularidades no trâmite não acabem tornando tudo mais complicado e devagar.

dar-entrada-certidao-de-obito

Como você deverá proceder para agilizar o processo da certidão de óbito

Nas próximas linhas, listaremos um passo a passo de como deverá ser encaminhado todo esse processo, da maneira mais ágil e eficaz que for possível.  

1# – Quem atesta o documento?

Após o funeral e o velório do falecido, os primeiros processos a serem tomados são com maior foco para a providencia da Certidão de Óbito.

Importante não o confundir com o Atestado de Óbito, que deve ser providenciado  por um médico. No caso da certidão, você precisará obtê-la junto ao Cartório Civil.

Essa documentação precisará ser requerida no distrito onde ocorreu a morte da pessoa.

2# – Primeiros passos

Para facilitar os procedimentos dos familiares, o próprio funcionário da agência funerária ficará encarregado de captar os dados do falecido e encaminhar para o Cartório de Registro Civil.

Para que haja o acompanhamento do processo e seja possível retirar a documentação, os familiares ficarão com um canhoto.

3# – Documentação necessária

Para dar entrada na Certidão de Óbito, você precisará providenciar o Atestado de Óbito; a certidão de nascimento, no caso do falecido ser menor de idade, ou certidão de casamento ; cédula de identidade; título de eleitor; carteira de trabalho; CPF; certificado de reservista; PIS / PASESP; cartão do INSS.

Essa documentação completa será imprescindível para que a Certidão de Óbito tenha todos os dados que são obrigados por legislação. Além disso, também é importante que o documento contenha os devidos dados que serão necessários para requerer pensão e dar entrada no procedimento de testamento ou inventário.  

4# – Prazo para a emissão do documento

Para que a Certidão de Óbito esteja devidamente pronta e regularizada, é necessário que você aguarde um prazo de aproximadamente cinco dias.

5# – Em caso de algum equívoco

Em caso de ocorrer algum equívoco na documentação, será preciso que você providencie a retificação o quanto antes para evitar mais transtornos e perda de tempo.

Os erros na declaração desse documento precisam ser corrigidos no período de um dia (24 horas) depois de providenciada a entrada dos documentos para emissão.

Você deverá comparecer na Agência Central do Serviço Funerário Municipal de São Paulo (SFMSP) com a solicitação de correção desse equívoco.

Para contato telefônico com essa agência, basta você ligar no número 3247 7000.

E então? Fácil, não é mesmo? Por mais que seja um momento complicado, o fato da própria funerária providenciar os primeiros passos já é uma ajuda.

De todo modo, procure ficar atento a toda essa tramitação, pois, diante de qualquer erro, quanto mais cedo você for atrás da correção, melhor será.

Deixe um comentário