Como dar entrada na guarda dos filhos?




Além de toda a questão econômica que envolve uma separação, em torno da divisão de patrimônio e a fixação de pensão, um assunto que costuma provocar bastante polêmica é a guarda das crianças.

Elas que, por sinal, se veem inseridas naquela velha história de estar convivendo em uma relação, geralmente, tumultuada, vivenciando conflitos e sem saber o que fazer.

Para evitar que todo esse trâmite seja ainda mais desgastante e conturbado para seus filhos, é importante que você procure resolver da maneira mais clara e objetiva possível.

dar-entrada-guarda-filhos

Em linhas gerais, a guarda de filhos pequenos costuma ser dada para a mãe, mesmo esse tipo de determinação indo contra princípios da Constituição Federal (nela está estabelecido a igualdade de tratamento entre homens e mulheres).

No entanto, não é um fator impeditivo que a criança fique com seu pai, se, com ele, ela estiver em melhores mãos.

Acompanhe os principais passos para solicitar a guarda das crianças

1# – Converse com seu parceiro antes de qualquer coisa

Se o divórcio for consensual e você conseguir estabelecer esse tipo de coisa, sem a necessidade de todos esses trâmites, será melhor para todos.

Se não houver possibilidade de conversa e a briga na justiça for realmente necessária, o jeito será mesmo prosseguir da maneira mais tumultuada e burocratizada.

2# – Dialogue com seus filhos

Antes de partir para um impasse no tribunal, tente pesar também o que seu filho deseja.

Claro que isso não pode ser visto como fator determinante, nem sempre uma criança sabe o que é melhor para ela, mas é importante pesar isso também, afinal, ela é a principal interessada.

3# – Procure um bom advogado

O advogado será o responsável por lhe representar nessas causas.

Se você quiser a guarda de seus filhos, mas o seu ex-parceiro não estiver interessado em acatar, o advogado preparará toda a sua documentação e a sua estratégia para a audiência no tribunal.

4# – Converse com o advogado a respeito da documentação necessária

Seu advogado lhe orientará a respeito das documentações e dos procedimentos que você precisará providenciar para a apresentação da sua argumentação.

Existe uma proposta de acordo que você deverá levar até o tribunal, além das alegações necessárias para provar que sua proposta é a melhor.

Entenda que não se trata de resolver conflitos internos em uma audiência com o juiz, mas de mostrar que você está pensando, única e exclusivamente, no interesse dos seus filhos.

Importante que, nesse processo, os pais saibam colocar os interesses da criança acima de qualquer coisa.

Brigas, discussões e gritos bilaterais não trazem um ambiente saudável para ninguém, ainda mais para um ser humano que ainda está em processo de formação de caráter.

Seja uma guarda compartilhada, com alternância de residência ou sem essa alternância, independente de como ficar estabelecido, os pais precisam manter um bom relacionamento e levar em consideração, não apenas a vontade da criança, mas também o que é melhor para a sua formação profissional e pessoal.

2 Comentários

  1. Estou precisando de ajuda minha ex não tava deixando eu pegar minha filha final de semana então eu peguei ela no domingo e ficou comigo até ontem mas ela não queria ir embora então minha ex veio cheia de autoridade com a protetiva me entimando a entrega ela me ofendeu falou que ia me matar que estava desposta se eu não entregasse a minha filha chamou polícia depois ela queria desmarca o deslocamento da viatura. falou que não vou ver a minha filha só quando ela quiser, , sempre dou as coisas me liga pedindo as coisas eu compro o que devo fazer.

  2. Cláudio Henrique says:

    olá meu nome é Cláudio eu cuido da minha filha ela mora comigo por que a mãe deixou de lado a mãe e família da mãe não tem condições psicológicas nem financeiras para cuidar da minha filha as filhas não frequentam a escola sendo que são menores de idade e a mãe delas deixou uma casa boa e reformada para ir morar num barraco de madeira num terreno invadido numa comunidade do rio de janeiro o que devo fazer ? essas condições delas me ajuda a conseguir a guarda da minha filha?

Deixe um comentário