Como dar entrada no bolsa família?




O Bolsa Família é um programa que pode ter grandes benefícios para as famílias de baixa renda, mas você sabe como funciona para obter tal benefício?

Bom, primeiro falemos um pouco a respeito dele. É um programa criado para garantir educação e saúde para famílias em situação de elevada pobreza.

dar-entrada-cadastro-bolsa-familiaModelos iguais a esse já foram criados em diversos países e costumam carregar muitos elogios e críticas. Por um lado, é elogiado por ser um amparo àqueles que mais precisam. Por outro, é criticado por acomodar as pessoas e não dar a chance de que elas conquistem objetivos com méritos próprios.

Gostando ou não, fato é que o programa já atende milhões de famílias em todo o país, com valores que alternam entre R$ 77 e R$ 336 por agrupamento familiar.

Nas próximas linhas, daremos as coordenadas para quem faz jus e tiver interesse em entrar para o programa de auxílio.

Dicas de como agir para fazer parte do Bolsa Família

1# – Onde devo me cadastrar?

Para poder ingressar no programa, você deverá utilizar o Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, denominado CadUnico.

Fica a cargo das prefeituras dos municípios agilizar esse processo, concentrando o cadastramento por lá.

Geralmente, esse cadastramento é realizado no Cras, que para quem não sabe, significa Centro de Referência de Assistência Social.

Na maioria das cidades, ocorre uma boa divulgação na imprensa local sobre os lugares, datas e períodos para avaliar a situação das famílias.

2# – O que preciso para efetuar esse procedimento?

Quem tiver interesse em concorrer a esse bolsa auxílio, será preciso providenciar a seguinte documentação:

– O CPF e título de eleitor do responsável familiar.

– Carteira de identidade, CPF, titulo de eleitor, certidão de nascimento ou casamento, carteira de trabalho dos demais componentes do grupo familiar.

– No caso de famílias indígenas e quilombolas, é preciso que seja apresentado algum documento de identificação civil. Caso a família não tenha algum desses documentos, poderá levar a Certidão Administrativa de Nascimento, documento que será facilmente obtido junto Fundação Nacional do Índio, mais conhecida como Funai.  

3# – Quais os critérios para a seleção?

O processo de escolha dos grupos familiares deve ser realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ou MDS.

Eles ficarão encarregados de fazer os estudos a partir do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O sistema é totalmente automatizado para escolher as famílias que estão aptas.

Esse processo deve ser feito mensalmente, sempre escolhendo as famílias inscritas com menor renda.

4# – Cartão Bolsa Família

Toda família que ingressar no programa terá direito ao Cartão Bolsa Família.

Esse cartão chegará até você pelo correio ou então precisará ser retirado em qualquer agência da Caixa Econômica.

Você terá que cadastrar uma senha em uma Lotérica ou Agência da Caixa.

Desde que esse programa foi criado, tem sido comum a realização de mudanças para melhorar sua eficiência e alcance. Independentemente das críticas em torno de programas assistencialistas, é inegável que ele tem ajudado famílias em situação de extrema pobreza a tentarem se reerguer.

Deixe um comentário