Como dar entrada no PIS?




Importante começarmos definindo o significado dessa sigla. PIS, ou em sua abreviatura Programa de Integração Social, é um número de inscrição, totalmente único e exclusivo, que toda pessoa tem o direito de adquirir após o seu primeiro emprego, podendo ser como menor aprendiz.

Trata-se de um número de 11 dígitos que devem ser fornecidos após a empresa para qual você trabalhou, com carteira assinada, dar toda a entrada para o pedido e, posteriormente, lhe entregar a documentação quando estiver tudo certo.

dar-entrada-no-pisVocê pode estar se perguntando? “Mas se a empresa é quem toca os pedidos, o que eu preciso fazer?”

Pois então, nas próximas linhas, daremos as coordenadas para que você entenda a parte que lhe cabe nesse trâmite e também o que ficará a cargo da empregadora.

Veja aqui como fazer para dar entrada no Programa de Integração Social!

1# – Forneça todos os seus dados para a empresa

A empresa deverá recolher todos os seus documentos.

Os dados principais são o nome completo, a data de nascimento, o endereço, o nome da sua mãe, o CTPS, o RG e o Título de Eleitor.

2# – Busque o formulário

A partir de então, ficará a cargo da empresa tocar o processo com os seus documentos em mãos.

Caberá a empresa acessar o link para download de um formulário específico para efetuar o cadastro do PIS. Tal link estará disponível no site da Caixa Econômica Federal.

O arquivo estará em PDF e o responsável por tocar o procedimento poderá salvar em seu computador ou notebook para posteriormente acessar, preencher e, por último, imprimir.

Segue o endereço http://www.cexpress.cnt.br/formularios/dctpis.pdf  

3# – Preenchimento do formulário

O formulário deverá ser preenchido no próprio computador com todas as informações a respeito do trabalhador.

Importante salientar que as informações precisarão estar devidamente corretas, pois a Caixa Econômica Federal não liberará o número a menos que as informações estejam totalmente preenchidas e com as informações certas.

4# – Impressão em duas vias e carimbos da empresa

Após o devido processo de preenchimento, o responsável pelo trabalho deverá imprimir o documento em duas vias.

Importante ressaltar que deve ser colocado o carimbo padronizado do CNPJ da empresa, além da assinatura, também com carimbo, do representante legal.

Também a ausência de tais carimbos fará com que a documentação seja rejeitada.

5# – Procedimento de entrega da documentação

Com as duas vias em mãos, o encarregado do serviço deverá comparecer em qualquer agência da Caixa Econômica Federal para entregar aos responsáveis pelo atendimento do banco que seja responsável pelos serviços referentes ao FGTS.

Uma via deverá ficar na agência, enquanto a outra deverá ficar para retirar o comprovante de entrega.

Também será preciso verificar se a agência carimbou devidamente o recibo. Caso contrário, exija que isso seja feito.

6# – Tempo para que o processo seja finalizado

Após a empresa dar entrada com a documentação na agência, o procedimento deverá demorar de 10 a 15 dias para ficar pronto. No entanto, para agilizar, é importante que o empregado providencie sua documentação logo na data da assinatura da carteira de trabalho.

Deixe um comentário